Festival de Jovens reuniu participantes de quatro estados brasileiros

Jovens são encorajados a viverem a graça da pureza da Virgem Maria

CHI_0617.JPG

A busca por uma experiência com Deus, durante os quatro dias do carnaval, atraiu 720 jovens para a Casa Mãe da Comunidade Sementes do Verbo em Palmas, no Tocantins. De 1º a 5 de março, aconteceu o Festival de Jovens com o tema “Criativos no Espírito Santo”. O evento reuniu caravanas de quatro estados brasileiros.

A programação foi marcada por formações, partilhas com perguntas e respostas entre os participantes e os pregadores do evento, momentos litúrgicos, aconselhamento espiritual e musicais. Num intenso clima de louvor, os jovens foram encorajados a serem modelos da Virgem Maria, em pureza e santidade, bem como a entregar suas fraquezas aos pés da cruz do Senhor e a viverem em uma fraterna união com o próximo.

PMW_0076.JPG

“Deus Existe! Deus é Jovem!” foi o tema trabalhado por Irmã Maria Sarah, formadora geral da Comunidade Sementes do Verbo. Ela lembrou que os jovens possuem uma força interior e estão sempre dispostos a encarar novos desafios. “O papa Francisco diz que os jovens buscam seu próprio caminho, que um adulto tem os dois pés um ao lado do outro, mas o jovem tem um pé sempre à frente um do outro. Porque o jovem está sempre pronto para disparar, está sempre pronto para correr, está sempre pronto para novos desafios”, frisou.

Confira os melhores momentos do Festival de Jovens

Jornada Mundial da Juventude - Durante o momento dos testemunhos dos membros da Comunidade Sementes do Verbo, que participaram da Jornada Mundial da Juventude 2019, realizada em janeiro, no Panamá, o Irmão João Paulo falou sobre o “Sim” da Virgem Maria e convidou os jovens a se comprometerem, assim como Nossa Senhora, a fazer a vontade de Deus.

 Já a jovem Ana Cristina, membro da Comunidade, testemunhou o recebimento de duas graças especiais no evento. “Eu vivi uma Jornada diferente, não na agitação, na superficialidade, mas na profundidade. Quando chegou no momento de carregar a cruz (símbolo da JMJ) eu pedi duas coisas: a graça da pureza e a graça da castidade, porque eu desejo muito ser freira, mas sem essas duas graças eu não consigo. Eu beijei a cruz três vezes, em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo, e todas as vezes eu pedi essas graças. Creio que Deus pode me ouvir porque desde que cheguei eu tenho percebido essa diferença do meu olhar para com meus irmãos”, revelou.

CHI_0098.JPG

Mesa redonda - Um outro momento do Festival foi o “Papo aberto”. Direcionadas pelos pregadores do evento, Diácono Georges Bonneval, Ir. Maria Sarah e o casal Ronaldo e Tatiana Melo, a mesa redonda abordou temas, como: namoro e virgindade, cultura de morte e feridas na sexualidade.  Os participantes tiraram dúvidas sobre castidade, sincretismo religioso e abusos sexuais. Assuntos que a mídia e, às vezes a própria família, tratam com relativismo.

O casal Tatiana Melo e Ronaldo Melo, da Pastoral Familiar da Arquidiocese do Rio de Janeiro, debateram sobre virgindade, namoro e casamento. Os dois subiram ao altar sem terem tido relação sexual, após 8 anos de namoro e um ano de noivado. “Não foi fácil, mas a castidade ajuda a coordenar o nosso coração e ordenar o nosso desejo. Ela nos educa para o bem, inclusive, para que possamos viver a castidade dentro do matrimônio, sendo fiel um ao outro”, testemunhou Ronaldo.

 O fundador da Comunidade Sementes do Verbo, Diácono Georges Bonneval, explanou sobre a “cultura de morte”, ou seja, a ação dos espíritos malignos que tentam destruir o projeto de Deus. Segundo ele, é muito comum encontrar pessoas que frequentam a Igreja Católica e praticam o sincretismo religioso: superstições, exoterismo, candomblé, espiritismo. “Isso é muito perigoso porque pode fragmentar a identidade da pessoa”, alertou. “Você não tem proteção e não tem autorização de Deus para fazer isso”, acrescentou ele, citando o capítulo 18 do livro do Deuteronômio.

As feridas da sexualidade também foi um dos temas debatidos na mesa redonda. Irmã Maria Sarah citou alguns problemas que afligem os jovens nesta área: abusos na infância, tendência à homossexualidade, masturbação e o vício da pornografia. Ela enfatizou, contudo, que a graça do Espírito Santo de Deus é criativo, poderoso e capaz de transformar essa realidade. “Se o jovem se consagrar a Deus, sua ferida vai se tornar um carisma para evangelização”.

 No segundo momento do debate, os jovens puderam fazer perguntas. Uma das curiosidades de alguns participantes foi saber como ser criativo no namoro para não cair na tentação de pecar contra a castidade. De acordo com Tatiana, “tudo que é muito bom, como o é a relação entre um casal, vale a pena esperar”. “Se você tem o propósito de esperar para dar tudo no casamento, não dê chance à tentação. Fuja das ocasiões de pecado, como ficar sozinhos em um quarto, por exemplo”, aconselhou.

PMW_0034.JPG

Encerramento - A 15ª edição do Festival de Jovens foi encerrada com a Missa de Envio, celebrada pelo arcebispo de Palmas, Dom Pedro Brito. Na ocasião, Dom Pedro fez o envio missionário a todos os participantes, para que cada um retornasse as suas cidades como testemunhas da graça de Deus.