Vocação: Uma resposta de amor e serviço!

“Jesus lhe respondeu: Se queres ser perfeito, vai, vende o que possuis e dá aos pobres, e terás um tesouro nos céus. Depois, vem e segue-me” (Mt 19,21).

Foi através dessa Palavra que um dia o Senhor me fez parar, olhar para os meus planos e sonhos e sentir que eles já não eram capazes de preencher a sede que carregava em meu coração. Estava na faculdade de Odontologia quando conheci a passagem do Jovem Rico. Nessa etapa da minha vida eu já vivia um processo de conversão, após um longo período da minha juventude vivenciado bem longe de Deus, e totalmente entregue ao espírito do mundo. Era vocacionado em uma comunidade de aliança, participava da Missa diariamente, frequentava grupos de oração, mas ainda faltava algo... Não sentia que isso me saciava!

Durante um retiro na Comunidade Sementes do Verbo conheci a Lectio Divina, e passei a rezar todos os dias com a Palavra de Deus, e em certa ocasião, rezando com o Evangelho (Mt 19,16-22), via a minha própria vida dentro da Palavra, e a oração que constantemente brotava do meu coração para o Senhor - “O que ainda me falta?” (Mt 19,20) - essa pergunta feita pelo jovem à Jesus era exatamente a minha, enquanto a resposta de Jesus - “Vai, vende o que possuis e dá aos pobres (...) Vem e segue-me” - gerava em mim primeiro um sentimento de medo, mas logo uma paz profunda para o grande questionamento do meu coração.

Nunca pensei um dia em ser missionário. Poucas vezes na vida, ainda bem pequeno, dizia que um dia seria padre. Naquele momento, meus planos eram de ser um grande profissional, casar-me, ter seis filhos e viajar pelo mundo com a minha família. Mas a Palavra de Jesus ao jovem tornou-se para mim bem mais atraente, e a atitude daquele jovem, assim como a reação de Jesus ao sair pesaroso porque ele era muito rico, fizeram com que eu me lançasse na grande aventura deixar tudo! Decidi então trancar a faculdade, fazer o Ano Sabático, e descobrir o que o Senhor desejava de mim. Mas a Comunidade me orientou a terminar primeiro a faculdade, para depois viver esse Ano da Graça. Naquele momento não compreendi como em um dia Jesus me pedia a dar tudo e depois me pedia para esperar mais dois anos, mas Deus sabe de todas as coisas e de tudo se utiliza para a salvação das almas.

Logo que concluí a faculdade ingressei na Escola do Ano Sabático, na cidade do Rio de Janeiro, em Julho de 2018. Nesse momento a Comunidade iniciava um novo projeto chamado “Semeando Sorrisos”*, com o objetivo de oferecer assistência odontológica para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Pouco a pouco Deus me fazia entender a razão da espera, e que o “dar tudo aos pobres” que Ele me pedia significava também ofertar a minha profissão para salvação das almas.

Durante o Ano Sabático pude viver esse tempo de profundas graças através da vida de oração e adoração, do percurso bíblico e da vida missionária, e ao mesmo tempo realizar atendimentos odontológicos gratuitamente através do projeto Semeando Sorrisos. A sede que eu tanto carregava no meu coração já não existia mais. A resposta ao questionamento “O que ainda me falta?” já havia sido dada. O Senhor me chamava a dar tudo para sempre! Hoje faço esse caminho para vida consagrada e sacerdotal na Comunidade Sementes do Verbo e sou responsável pelo projeto Semeando Sorrisos. Com a graça de Deus e a ajuda de alguns benfeitores, o projeto avança, estando em pleno funcionamento no Rio de Janeiro (RJ) e em Belém (PA), além de estarmos com dois consultórios em fase de implantação, em Palmas (TO), e outro na zona oeste do Rio de Janeiro, em Bangu.

As missões através do Projeto são grandes confirmações dadas pelo Senhor mediante a oferta gratuita e livre da minha vida à Ele, a Igreja e aos irmãos. Em uma missão recente o Senhor nos proporcionou uma vivência de unidade com outros carismas da Igreja. Estivemos durante dez dias em Boa Vista (RR), com uma equipe de médicos e dentistas, levando atendimento de saúde para os venezuelanos refugiados na cidade. Congregações, Comunidades Novas e diversos grupos estão envolvidos no trabalho de assistência a essas pessoas. Essa unidade do Corpo de Cristo, e o sorriso de cada um que recebeu atendimento, mesmo na situação difícil que enfrentam, era como uma resposta do Senhor, que me chama e diz: “Eu te criei para isso, para cuidar das minhas ovelhas dispersas e mais frágeis”.

A resposta ao chamado de Deus me faz hoje entender que os meus sonhos de antes ainda eram pouco. Deus tinha sonhos e planos bem mais altos do que os meus. Ser dentista, missionário, e em nome de Jesus, futuro sacerdote, é muito além do que eu esperava, me fez compreender que Deus nada nos tira, mas Ele nos dá muito mais e muito melhor! É uma alegria sem tamanho dar tudo ao Senhor, para sempre.

Kauê Corrêa Santos, 24 anos - Cirurgião dentista e missionário da Comunidade Sementes do Verbo 

*O Projeto “Semeando Sorrisos”, desenvolvido pela Sementes do Verbo, tem o objetivo de oferecer assistência odontológica para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Pessoas já assistidas por outras atividades sociais e evangelizadoras da Comunidade, ou famílias que residem nas regiões mais próximas às Casas de Missão onde estamos presentes. O projeto atua desde a prevenção (palestras sobre a saúde oral, distribuição de kits de higiene oral para crianças) até à execução de procedimentos nas especialidades de Endodontia, Dentística, Periodontia, Ortodontia, Cirurgia oral menor, Pediatria, além de Clínica geral. Tudo é oferecido gratuitamente e os profissionais que atuam são todos voluntários. O Projeto também atua em áreas externas às casas da Comunidade, através de missões já desenvolvidas, como na Cracolândia, e em parceria com outros projetos sociais, como o “Amor que Cura”, nos presídios em toda a região metropolitana do Rio de Janeiro.

Irmã Chiara